segunda-feira, 15 de abril de 2013


Autores e obras notáveis

Dentre os principais autores do Realismo no Brasil, estão Raul PompéiaVisconde de Taunay e o principal deles, Machado de Assis.
Entre as obras de Raul Pompéia, O Ateneu é, sobretudo, um exemplo impressionista na literatura brasileira, também considerada uma obra Naturalista. Visconde de Taunay destaca-se na literatura regionalista. Sua obra-prima, Inocência, é transitória entre Romantismo e Realismo.
Machado de Assis contribuiu com grandes obras, como a introdutória do estilo Memórias Póstumas de Brás Cubas, sucedida por Quincas Borba e Dom Casmurro. As três envolvem adultério e apresentam inúmeros temas sob uma ótica crítica e irônica, característica do autor. As obras Memórias Póstumas de Brás Cubas e Dom Casmurro destacam-se por serem narradas em primeira pessoa, característica incomum no romance realista. Esaú e Jacó e Memorial de Aires figuram na fase filosófica e madura do autor, sendo, também, obras realistas.

domingo, 14 de abril de 2013


Algumas características e autores do Realismo No Brasil apresentadas no vídeo.Vídeo retirado do YouTube.
EXEMPLO DE TEATRO REALISTA


A CASA DAS BONECAS

Casa de Bonecas  é uma obra da dramaturgia trágica norueguesa do final do século XIX, de autoria de Henrik Ibsen. Escrita em 1897, ela representa nos palcos as atitudes hipócritas e as convenções sociais vigentes nesta época. A mulher deste período não é mais submissa as suas paixões, não tem os mesmos elos de dependência com o sexomasculino, tão comuns em suas antecessoras.
Nesta peça apresentada em três atos, não há nem leves indicações da presença do adultério entre Nora e o Doutor Rank. Ibsen insinua essa possibilidade, para em seguida negá-la, deixando claras as transformações pelas quais as mulheres estão passando neste final de século. Não é este o obstáculo que se interpõe entre o casal Helmer, mas sim a conscientização gradual de Nora, que percebe o quanto abdicou de sua própria vida, primeiro em benefício do pai, depois do marido e de seus filhos.

EXEMPLO DE POESIA MACHADIANA

No poema abaixo, ele fala da amada já morta que sente saudades e por isso lhe visita e leva flores. Essas flores foram testemunhas de um grande amor que viveram e que a morte levou e ele relembra sempre todo o amor com que se amaram.




''A Carolina Querida! (ou À Carolina Querida?)
Ao pé do leito derradeiro,
Em que descansas desta longa vida,
Aqui venho e virei, pobre querida,
Trazer-te o coração de companheiro.
Pulsa-lhe aquele afeto verdadeiro
Que, a despeito de toda a humana lida,
Fez a nossa existência apetecida
E num recanto pôs um mundo inteiro...
Trago-te flores,
- Restos arrancados da terra que nos viu passar unidos
E ora mortos nos deixa e separados.
Que eu, se tenho nos olhos mal feridos
Pensamentos de vida formulados,
São pensamentos idos e vividos.''


EXEMPLO DE PROSA REALISTA

Um bom exemplo para “retratar” de um modo que seja melhor interpretado a prosa naturalista é a música Cósmica de Forfun, que mostra mostra ohomem como produto de forças “naturais”.


Cósmica de Forfun


Cósmica, eletromagnética
Distribui sorrisos
Canaliza positivos ventos
Por onde passa
Quântica, calma e dialética
Ela olhou ele nos olhos
E virando o rosto ao vento que soprava
Em silêncio disse o que lhes era essencial
Beijando-o com a força de um amor atemporal
Tântrica, natural e mágica
O sutil e o corpóreo
No eterno e transitório
Instante que se passava
Em meio ao caos sublime da explosão sensorial
Surgiu a consciência do amor impessoal
Celebrando a vida e a infinita dança universal
Ela envolve a todos a envolvem
Encontrando a vida ao deixar fluir o curso natural
Celebrando a vida e a infinita dança universal
Ela envolve a todos a envolvem
Encontrando a vida ao deixar fluir o curso natural



Características do Realismo.
O objetivismo aparece como negação do subjetivismo romântico; o universalismo ocupa o lugar do personalismo. O sentimentalismo cede terreno ao materialismo. O Realismo se preocupava apenas com o presente, com o contemporâneo.
Com o desenvolvimento das ciências, muitos autores foram influenciados no século XIX, principalmente os naturalistas, donde se pode falar em cientificismo nas obras desse período.
Os autores realistas são antimonárquicos e negam a burguesia.
Realismo é uma denominação genérica de uma escola literária que abrange as seguintes tendências:
Romance realista – Narrativa voltada para a análise psicológica e que critica a sociedade e partir do comportamento de determinados personagens, em geral, capitalistas. O romance realista tem caráter documental, sendo o retrato de uma época.
Romance naturalista - Marcada pela vigorosa análise social a partir de grupos humanos marginalizados, em que se valoriza o coletivo. O naturalismo apresenta romances experimentais.


CONTEXTO HISTÓRICO
- Surgiu a partir da segunda metade do século XIX.
- As idéias do Liberalismo e Democracia ganham mais espaço.
- As ciências evoluem e os métodos de experimentação e observação da realidade passam a ser vistos como os únicos capazes de explicar o mundo físico.
- Em 1870, iniciam-se os primeiros sintomas da agitação cultural, sobretudo nas academias de Recife, SP, Bahia e RJ, devido aos seus contatos freqüentes com as grandes cidades européias.
- Houve também uma transformação no aspecto social com o surgimento da população urbana, a desigualdade econômica e o aparecimento do proletariado.
O Realismo iniciou-se na França, em 1857, com a publicação de “Madame Bovary”, de Gustave Flaubert.
No Brasil foi em 1881, com “Memórias Póstumas da Brás Cubas” de Machado de Assis e “O Mulato” de Aluísio Azevedo.
Livro ''Madame Bovary''
Livro '' O Mulato"

Características do Realismo.
O objetivismo aparece como negação do subjetivismo romântico; o universalismo ocupa o lugar do personalismo. O sentimentalismo cede terreno ao materialismo. O Realismo se preocupava apenas com o presente, com o contemporâneo.
Com o desenvolvimento das ciências, muitos autores foram influenciados no século XIX, principalmente os naturalistas, donde se pode falar em cientificismo nas obras desse período.
Os autores realistas são antimonárquicos e negam a burguesia.
Realismo é uma denominação genérica de uma escola literária que abrange as seguintes tendências:
Romance realista  – Narrativa voltada para a análise psicológica e que critica a sociedade e partir do comportamento de determinados personagens, em geral, capitalistas. O romance realista tem caráter documental, sendo o retrato de uma época.
Romance naturalista - Marcada pela vigorosa análise social a partir de grupos humanos marginalizados, em que se valoriza o coletivo. O naturalismo apresenta romances experimentais.